segunda-feira, 12 de agosto de 2019

poesia na Bienal


crase


Ameaçam-me 
atear fogo
às vestes e às paixões

se não calo o canto
se não sigo as setas
se não cesso os beijos

isso quando mais ardem
fora e dentro de mim
as vestes e as paixões.

Jogo meu corpo 
em praça pública,
jogo minha alma
em graça pública.

Por isso,
dobro o canto,
e bêbado de beijos,
não me dobro às setas.

reconstruir as nuvens

"Caro Nirton,
Tenho em mão o seu "Poesia provisória', um verdadeiro Rubaiyat de lirismo encantador.
Nele encontrei preciosas imagens de profundo significado sentimental: Esse trabalho de 'resgatar o luar'. 'O pássaro solto no coração'. Essas imaginações de 'ponte entre a saudade e a esperança', esse 'amor que insiste num porto de mar' para a navegação do sentimento. 'As tardes que se diluem em mormaço e solidão'. O momento de flutuação serena que 'conduz ao sempre'. O dom de 'escrever poemas para atravessar os dias', 'reconstruindo as nuvens' da ausência e 'o gosto eterno de cada instante'.
Que agradável ocasião de reviver as expressões mais belas da sua alma de grande artista da palavra!"
- Marcio Catunda, poeta
Meu caro Marcio, seu precioso comentário com a menção ao 'Rubaiyat' de Omar Khayyam, é muito gratificante🙏

sábado, 10 de agosto de 2019

bússola

O que pressinto
me guia.
O que aparece
desconfio.

O que desejo
me norteia.
O que sugere
me previno.

O que choro
me revela.
O que sorrir
me resguardo.

O que escrevo
me entrega.
O que apago
me devolve.

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

bagagem

Dentro de mim
cabe uma cidade
outra cidade
e mais uma cidade...

dentro de mim 
cabe o universo 
e mais o vilarejo onde nasci.

domingo, 21 de julho de 2019

poesia na cidade

"Meu irmão, acabei de ler tua 'Provisória poesia', permanente!
Feliz demais de conhecer teus versos, e poder ser marcado pelo teu lirismo seco.
Gratidão, Nirton"

- Mailson Furtado, Prêmio Jabuti de Poesia 2018
Meu caro Mailson, sua leitura é meu prêmio Jabuti. Gratidão!

sexta-feira, 19 de julho de 2019

turnos da poesia

"Um dos meus deleites, no meu quarto, é recitar poesias deitado na cama, antes de dormir. Procuro fazer ecoar as palavras de modo a encontrar a sonoridade delas; sua musicalidade nas frases e adequá-las ao sentido que elas parecem revelar.
Meu amigo e poeta Nirton Venancio publicou este ano mais um de seus livros de poesias: 'Poesia Provisória', da Editora Radiadora.
São versos de uma clareza, de uma espontaneidade que parece ter sido cautelosamente pensados e sentidos.
As emoções do poeta que revelam uma solidão com riso n’alma.
Percebe-se que há uma vontade dele brincar com a 'forma' das palavras, embora o sentimento deve exprimir a ideia de cada estrofe num tema proposto dos insights que tocaram o autor, exigindo do poeta a autenticidade daquelas palavras ao conteúdo do tema que elas brotaram com vidas próprias. Tive a liberdade de recitar uma, de tantas que me afinei."
Fernando Rocha, antropólogo

segunda-feira, 8 de julho de 2019

crase

Ameaçam-me 
atear fogo
às vestes e às paixões

se não calo o canto
se não sigo as setas
se não cesso os beijos

isso quando mais ardem
fora e dentro de mim
as vestes e as paixões.

Jogo meu corpo 
em praça pública,
jogo minha alma
em graça pública.

Por isso,
dobro o canto,
e bêbado de beijos,
não me dobro às setas.

- do meu livro Poesia provisória, lançado em fevereiro em Fortaleza, Livraria Lamarca, março em Sobral, Livraria Pensar, abril em Brasilia, Bar Beirute, e junho na 35ª Feira do Livro de Brasília.
Próximos lançamentos:
- XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, agosto 
- II Festival Letras & Músicas em Pacatuba, CE, setembro

À venda:
- Livraria Lamarca, Fortaleza, Av. da Universidade, 2475 
- Livraria Pensar, Sobral, CE, North Shopping Sobral 
- Embaixada da Cachaça, Fortaleza, Rua João Brígido, 1245
- Editora Radiadora / Alan Mendonça, 85-999442220, também 
whatsApp
- Diretamente com o autor pelo e-mail nirtonvenancio@gmail.com

segunda-feira, 1 de julho de 2019

por conta própria

Da capa criada pelo arquiteto, desenhista e compositor Fausto Nilo, passando pela epígrafe de Luigi Pirandello, mergulhando no prefácio sinestésico do escritor Carlos Emílio C. Lima, o meu livro Poesia provisória reúne uma produção de mais de vinte anos de versos guardados e reescritos, dividindo as páginas em quatro partes com temas sobre o ser-poeta, "Explorar as tardes", o existencial, Reconstruir as nuvens, o verbo amar, Coração sitiado e o fazer-poesia, Página em branco, capítulo final que simetricamente liga-se ao primeiro, numa proposta conceitual de que a poesia é urgente, mas o poema não tem pressa.

Publicado de forma independente, o livro encontra-se à venda:
- Livraria Lamarca, Fortaleza, Av. da Universidade, 2475 
- Livraria Pensar, Sobral, CE, North Shopping Sobral 
- Embaixada da Cachaça, Fortaleza, Rua João Brígido, 1245
- Editora Radiadora / Alan Mendonça, 85-999442220, também 
whatsApp
- Diretamente com o autor pelo e-mail nirtonvenancio@gmail.com