quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

vice-versa

foto Patrick Talbert

Sou
comprido
e sem solução:
entre
os dois pólos
caminho teimoso
do norte ao sul
dos pés à cabeça
passando pelo mistério do coração
sou astronauta
e uso gibão
cavalgo curioso
da via-láctea ao sertão
e vice-versos
na minha
solidão.

(do livro “Poesia provisória”)

7 comentários:

Cosmunicando disse...

e vice-versos!

Nirton Venancio disse...

Cosmunicando-se em versos!

Cosmunicando disse...

seja bem vindo lá, Nirton =)
parabéns pela sua poesia!

adrianna coelho disse...


isso!

mais poesia provisória, que eu amo!

e por essa poesia, por esses versos,
até torço para que vc não tenha solução, viu? rs

beijos, nirton

Nirton Venancio disse...

Aceito de bom grado seus desejos, querida Adrianna!

Beijos!

[ rod ] disse...

Sozinho nos transmutamos de um polo a outro... na longa busca desfilamos sorrateiramente em missões de egos sentidos... e vivemos ao sonho de gestos vívidos.

Abçs meu caro,








Novo Dogma:
pedRas...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Nirton Venancio disse...

Rod, valeu sua leitura, aliás, uma bela releitura. O poema se estende e ganha outras vidas...
Passarei pelo seu dO-gMaS.
Um abraço!