quarta-feira, 7 de março de 2007

cofre

foto Barry G. Olivier

Quando quiseres
venhas
e gires com as pontas dos dedos
o meu coração.

Encontrarás
teus segredos nos meus olhos abertos.

Guardo no peito
o íntimo
de quem se achega.

(do livro "Poesia provisória")

6 comentários:

Luzzsh disse...

Ah, esse coração é tesouro mesmo...
Adoro passear por aqui...

Beijos, querido.

Claudio Eugenio Luz disse...

Meu caro, as portas estão abertas para quem quiser adentrar.

hábraços

douglas D. disse...

toque assim
no coração
é preciso.

Hercília Lopes disse...

Poemas são ondas que nos acordam o espírito. Parabéns!

Dioneide Costa disse...

Olá Nirton

Após uuma temporarada com problemas pra acessar meu blog voltei e já estava com saudades de seus lindos poemas..

"Quando quiseres
venhas
e gires com as pontas dos dedos
o meu coração"

vou girar várias vezes seu coração..rs
abraços

Dioneide Costa disse...

Deixo outro abraço girandooo..rss
Passando de novo aqui..
Bj