segunda-feira, 21 de junho de 2010

voyeur

 

Da janela do oitavo andar vejo as solidões nos escaninhos dos apartamentos: um espelho onde me multiplico.

(do livro "Poesia provisória")

3 comentários:

Mirze Souza disse...

Nirton!

Eu também me multiplico em solidões.

Mas não sou voyer!

Belo!

Beijos

Mirze

Nirton Venancio disse...

Mirze, somos um pouco voyeur espiando o mundo...

Mirze Souza disse...

É verdade, Nirton!

Esqueci que tenho um poema VOYEUR onde sou de mim mesma.

Uma espiadinha a mais, não faz mal a ninguém.

Beijos

Mirze