quinta-feira, 21 de outubro de 2010

neve

 foto Hague

 Na página em branco
o poema que se foi
à espera de outro que virá.

A página em branco
é ponte
entre
a
saudade
e
a
esperança.

(do livro "Poesia provisória")

10 comentários:

viverempalavras disse...

Coisa linda, Nirton. Páginas em branco, às vezes rasuradas, mas com muito espaço para se recomeçar a escrevar a história. De certo, algumas delas foram viradas.

Abraços, poeta!

Paulo disse...

Sempre boa poesia, Nirton. Estou sempre por aqui acompanhando.

Lara Amaral disse...

O branco, espaço que respira para o próximo escrito.

Beijo!

Nirton Venancio disse...

Pablo, do ViverEntrePalavras, grato pela visita.

Nirton Venancio disse...

Obrigado, Paulo, por acompanhar meus reversos.

Mirze Souza disse...

Nirton!

Sigo admirando seus passos. Encontro aqui um poema que se foi e a ponte que se formou para o que virá.

Genial!

Beijos!

Mirze

Vanessa G. Vieira disse...

página em branco... Nela os pensamentos brincam e até... Se revelam. Amei teu espaço! Abraços!

Nirton Venancio disse...

Oi, Vanessa, que bom conhecer você!

Nirton Venancio disse...

Mirze, gosto muito de você do meu lado...

Tércia Montenegro disse...

Poxa, Nirton

Lamento muitíssimo pelo seu gatinho. É certamente uma perda enorme quando os nossos companheiros partem, ainda mais se for de modo tão inesperado... No meu apartamento, não arrisco: todas as janelas têm rede de proteção.