domingo, 14 de novembro de 2010

ocasião

 Douglas Felisman
 
Aproveito
o ensejo
para lhe dar um beijo.

A rima é pobre.
O gesto, nobre.

(do livro "Poesia provisória")

5 comentários:

Luiza Maciel Nogueira disse...

que bonitinho esse poema!

beijo

lupin disse...

passei para me deliciar com a leitura dos seus poemas.
abraços.

Alessandra disse...

Olá Nirton! Faz tempo que tento escrever em um blog... aí finalmente tive esta idéia de falar sobre cinema e psicologia... que por enquanto não saiu da minha cabeça. Obrigada por ter visto. Abraço

Eliane Silvestre disse...

lindo demais! adoro coisinhas simples assim...

Mirze Souza disse...

Que haja muitas ocasiões de ensejo.

Beijo e abraço estão em falta no mercado dos vivos.

Beijos

Mirze