sexta-feira, 1 de julho de 2011

outra disgestão


Há dias em que nosso estômago não é apenas um tubo, um depositário onde os alimentos são pré-digeridos e esterilizados, a fim de seguirem para o intestino, onde são absorvidos. Há dias em que ele é também pântano, onde digerimos os sapos que precisamos engolir, os dissabores que precisarão ser absoLvidos com o esquecimento, um pouco mais acima, pelo coração.

Um comentário:

MIRZE disse...

Nirton!

Os sapos são deveras indigestos. Porque será que ainda sabendo os engolimos?

Adorei!

Beijos, poeta!

Mirze