terça-feira, 27 de abril de 2010

largura

foto Pascal Renoux

O melhor momento
é ser contigo sempre
pois não se larga uma parte de si
não se parte da largura de si.


(do livro “Poesia provisória”)

9 comentários:

Anônimo disse...

Largura
curtas só as palavras...já os sentidos não se medem.

Rubens Venancio

Dilma Silveira disse...

Largo-me na largura de tua postagem
e alargo a largura de tua ousadia!
Dilma

Nirton Venancio disse...

Dilma, que bom!

Nirton Venancio disse...

Sua sensibilidade não se mede, Rubens.

chico pascoal disse...

Salve conterrâneo e poeta Nirton!
De cá de São Paulo, destino de tantos nossos, é vos escrevo.
Também eu, ribeirinho do Poty, ando a mexer com letras.

um abraço do contista mínimo e poeta econômico

Chico Pascoal
http://microrelatosdocheeko.blogspot.com/

Nirton Venancio disse...

Salve, Chico!
Vamos se achegando mais... focando as lembranças da poesia que o rio Poty nos trouxe. Grande abraço!

chico pascoal disse...

daquele tempo, Nirton, não nos conhecemos. Pois saí da Terra da Luz em 73. Sou do distrito de Ibiapaba e nasci bem em frente o porto do Piau e a visão do morro do Picôte foi uma das primeiras que tive.
Mas o rio da nossa aldeia, em cheia traz de tudo e tudo leva. Dele bebemos e lavamos nossas culpas. Enfim... estamos aí!

J.F. de Souza disse...

largo
pro
fundo

Nirton Venancio disse...

J., largo/pro/fundo... gostei.