domingo, 12 de fevereiro de 2006

infortúnio

foto Chip Hooper

No escuro
meu coração é um deserto.
No claro nada é tão perto.

Ufa, até a rima é infeliz.

(do livro “Raios”)

4 comentários:

Ivã Coelho disse...

A impossibilidade dificulta, clarescuro. Mas pelo menos uma noção, ainda que imprecisa é possivel pintar, como a rima, como as letras. Um prazer.


Abçs literários.

Dona Estultícia disse...

Ufa, ainda bem que existem os poemas como estes...Bjos.

Claudio Eugenio Luz disse...

Mais uma belissima demonstração de que a poesia pode gerar coisas belas!
.
hábraços
.
claudio

Larissa Marques disse...

Eu gostei da rima, aliás gostei muito... Não ligo com as qualificações que muitos dão, sejam pobres ou ricas, as rimas quando não prendem o verso, soltam-no ao infinito! Convido-te a conhecer minha obra:
www.larissamarquespoeta.blogspot.com