segunda-feira, 22 de maio de 2006

seletivo

foto Jean-Sébastien Monzani

Quem é você para vender
falsos sonhos e enciclopédias
no terreiro de minha casa?

Tire os seus sapatos:
no meu chão sagrado
só caminha quem tem asas.

(do livro “Poesia provisória”)

11 comentários:

Dioneide Costa disse...

Boa pergunta para cada um...

Devo excluir(encerrar) meu blog.
Dioneide

Nirton Venancio disse...

Por que, Dioneide?

Dioneide Costa disse...

Para alçar outros vôos ( formas de voar..)!!!
Quem sabe um dia com escritos meus..

Claudio Eugenio Luz disse...

Espero que poucos possam ter asas para pisar nesse chão sagrado - por favor, não me leve ao pé da letra.

hábraços

Nirton Venancio disse...

Cláudio, meu caro, nem a poesia eu levo ao pé da letra. Abração!

Dioneide Costa disse...

Nirton

Exclui o blog.Um dia quem sabe ele voltará noutro formato.
Abraços
Dioneide

Leandro Jardim disse...

Vou ver se aprendo a voar pra continuar passando por aqui... coincidentemente também tenho falado de "chãos" e "viagens", mas sobre outro prisma.

abraço

Dora disse...

Uma boa tabuleta que se deveria haver em casas de poetas! Proibida a entrada de quem não "sabe voar"!
Bonito demais!! seu escrito!!
Beijão.
Dora

Rayanne disse...

Nirton,

Sua visita é muito bem vida, e sempre. Vêm mesmo por ar, asas tuas ou as do vento, que o que importa mesmo é voar...

estrelas.

Lela disse...

Com licença, vou abrir minhas asas! rs...

cristina disse...

Descalça eu já estou, com meu cavalo alado procurando um chão sagrado para pousar...Beijinhos