quarta-feira, 30 de maio de 2007

lembrança

foto Kiko Shirobayaski


Lembro-me que te olhava
e estavas nua
e não havia por perto
nem roupas
nem sombras
que te levassem de volta à sala.




Ficamos únicos
como uma lembrança
do mesmo quarto
dentro de nós.



(do livro “Poesia provisória”)

5 comentários:

dioneide disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dioneide disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dioneide Costa disse...

Lindo poema..

"Ficamos únicos
como uma lembrança
do mesmo quarto
dentro de nós.."

Lembranças doces e eternas esssas e que guardamos em nossos corações..
Bom fim de semana

Ricardo Imaeda disse...

bonito, como o texto que se desenha em cada um que tem o prazer de ler.
um abraço

Sandra Regina de Souza disse...

Belíssimas imagens (as do poema e a foto)... saio com o desejo de ficar! Beijos