quinta-feira, 10 de maio de 2007

sobre viver

nanquim sobre papel, de Gil Vicente


só escaparemos se conversarmos
se sentarmos
à mesma mesa
e trocarmos olhares
como amigos
ou como sobreviventes.

(do livro “A paisagem e a distância”)

2 comentários:

Luzzsh disse...

Putz!...

Ma-ra-vi-lho-so....

Amei.

Beijos, queridíssimo...

phatyma disse...

o que mais gosto na sua poesia é o grau de transparência de suas palavras. o quanto de beleza ela liberta da dor
um abraço
Fátima