quarta-feira, 14 de setembro de 2005

idade

foto Peter Grasser

Não temos (somente) a nossa idade
o espaço que se conta nos dedos:
temos o tamanho de nossos pais
nossos avós
bisavós
e todos vós que ecoam nos séculos
- somos centenários
e trazemos a lua e o sol
como herança

O sangue correu nas veias
no tempo
se estendeu na pele
e onde se guarda o coração
das pessoas.
Somos em cada pedaço de hoje
parte de um rio
movimento de emoções
que desemboca (feliz) em cada futuro.

(do livro "Poesia provisória")

3 comentários:

Claudio Eugenio Luz disse...

hábraços
belissima passagem: "Somos em cada pedaço de hoje
parte de um rio". Devo confessar que o tempo me intriga com todos os seus fragmentos.

Dioneide disse...

o sangue correu nas veias no tempo.! Lembrei do livro de Pablo Neruda" um rio invísivel poesias dele aos dezesseis anos.
A foto retrata o contexto da poesia "o tempo", ela nos envolve pela dimensão dos fatos e da realidade e que todos os rios corram em direção aos nossos oceanos..
Abraços
Dioneide

Luz disse...

lindo o post "abstrato", maravilhosa poesia.